Mesa Posta - Dicas para receber bem


Pherla Zucato



A partir do momento em que decidimos ter um lar, um cantinho para chamar de nosso, criar uma família, ou ainda, fazer parte de uma e mesmo quando o caminho é alçar um "voo solo", estamos sempre sujeitos àquelas visitinhas surpresas e também às muito esperadas. Isso vale de familiares a vizinhos, amigos, colegas, e quem sabe, o par perfeito.

À medida em que vamos amadurecendo podemos, inclusive, nos arriscar a convites mais ousados, recepções mais formais, como igualmente a um café ou chá com amigas(os), comemorações e festividades.

E então? Será que é muito complexa a arte de receber em casa? Absolutamente não!!!

É claro que dependendo de cada ocasião é possível lançar mão de mais detalhes, trazer mais requinte caso seja apropriado, mas nunca isso pode ser considerado indispensável ao bem receber. Detalhes podem sim fazer a diferença, mas o que realmente importa é a essência, que é receber com carinho e gentileza!

Portanto, não é primordial ter em casa aquele arsenal de artefatos, adornos, pratarias, porcelanas, cristais, etc. O acervo de cada casa vai sendo montado ao longo de nossas vidas e experiências. Mesmo porque sempre podemos contar com aquele "empréstimo" de alguém mais próximo ou buscar itens em casas especializadas em locações, que são muito comuns hoje.

A ideia deste artigo é desmitificar a arte de bem receber e trazer ao leitor dicas para que, em diferentes ocasiões, com mais ou menos recursos disponíveis, seja prazerosa esta recepção.

Assim, ainda que uma mesa bem decorada possa significar um diferencial para a ocasião escolhida, é importante lembrar que podemos sim também impressionar com o que já temos em casa gastando bem pouco ou quase nada.

Exemplo de mesa em que cada convidado conta com um jogo de louças diferente e, mesmo assim, a composição final fica linda e surpreendente!

Mesa posta é um carinho, uma gentileza com seus amigos, convidados, familiares e consigo mesma(o). É muito mais uma questão de hábito, que se vai lapidando, diversificando, que uma especialidade ou "expertise". No início, não há que se preocupar com convenções, protocolos, certo ou errado. Não se prenda à etiqueta! Comece simplesmente pela vontade de criar um ambiente aconchegante em sua casa, também no momento de tomar uma refeição, seja ela um café da manhã, seja um almoço, seja um lanche, seja um jantar. Com o tempo, aos poucos, verá que a ideia é acolhedora e logo começará a tomar gosto e desenvolver este hábito.

Partindo para os exemplos práticos, a primeira coisa a ser analisada é a ocasião! Trata-se de uma visita surpresa? Ou a convite? É um jantar formal? Reunião de amigos, como happy hour? Almoço de família? Café ou chá da tarde? Celebração especial?

A montagem deve levar em conta a formalidade ou informalidade da ocasião, bem como o número de pessoas e o espaço disponível. Afinal, sendo um jantar mais requintado, assim também poderão ser as peças a serem utilizadas, como louças, talheres e toalhas. Já em uma reunião mais informal, podem ser utilizadas peças mais descoladas, inclusive com combinações de peças e conjuntos diferentes. Tudo é questão de bom gosto e claro, bom senso!

Às vezes, devemos também utilizar móveis extras como apoio para neles dispormos as comidas que serão servidas, os chamados "buffets" ou aparadores. Isso ocorre quando os lugares à mesa são completamente preenchidos e de acordo com a montagem e decoração o espaço fica pequeno.

Outro passo importante é definir o que será servido. Isso é muito importante, pois de acordo com o cardápio é que serão dispostos determinados pratos, talheres e copos à mesa.



Começando ...

Mesa posta simples



Para montar uma mesa com o que temos em casa, basta organizar os itens sobre a mesa de uma forma padronizada.

Podemos, por exemplo, utilizar jogos americanos que já dispomos ou uma toalha de mesa limpa. Um ou outro, pois a função deles é a mesma, que é proteger a mesa. Nunca coloque o jogo americano sobre a toalha, ok?

Em cima da mesa e a frente de cada assento, colocamos os pratos rasos, ao lado direito do prato a(s) faca(s), no lado esquerdo o(s) garfo(s). Use então um guardanapo de papel mesmo, que seja do dia a dia, dobre-o ao meio e posicione embaixo do garfo ou próximo a ele. Utilizar o porta-guardanapos também é uma opção!

Os copos você pode posicionar logo acima do prato, um pouco à frente da faca. No lado direito.

Um pequeno toque, se tiver disponibilidade, seria utilizar qualquer vasinho, jarra pequena ou copo mais alto com um pouco de água e acrescentar algumas flores simples, colhidas em jardim ou cultivadas em vaso de casa mesmo. Utilizar um ramalhete com temperos quem sabe! Use a criatividade de forma simples!

Perceba como a simples disposição e organização de uma mesa já faz toda a diferença!!!



Avançando....

Mesa posta com alguns detalhes a mais

Caso o cardápio a ser servido inclua entradas, por exemplo, o prato menor, normalmente reconhecido por prato de sobremesa, poderá ser disposto sobre o prato raso. Neste caso, vamos utilizar também, além dos talheres para a refeição principal, os talheres menores. Os maiores sempre mais perto do prato raso, e os menores logo ao lado. Garfos sempre no lado esquerdo e facas, no lado direito. Caso queira, ou decida servir algo que necessite da colher, pode colocá-la logo acima dos pratos, a colher menor, ou ao lado da (s) faca(s); no caso da colher maior.

Caso sirva também dois tipos de bebidas, necessário já acrescentar à mesa os copos para tanto. Sempre do lado direito, comece do centro para a direita, com o copo ou taça maior para água, em seguida um menor para o vinho, ou suco, etc.

Podemos então incrementar o visual da mesa, com a utilização de pratos marcadores conhecidos como sousplats, que são artigos decorativos, cujo sentido e tradução literal é exatamente "abaixo do prato" (é uma palavra francesa). Sua função vai além de decorar. Ele é tradicionalmente um prato de louça, maior do que os outros pratos, que serve como base e apoio na mesa, protege a mesa e evita que a louça escorregue. Esta peça é atualmente confeccionada nos mais diversos materiais ou modelos. Existem modelos de plástico, tecido, papel, couro e crochê. Inclusive há modelos descartáveis, que podem ser muito práticos sem perder em nada a sofisticação e delicadeza da peça.

Os sousplats compõem muito a mesa e podem ser utilizados tanto sobre as toalhas de mesa (ocasiões formais), como também sobre jogos americanos (situações informais, desde que as dimensões do sousplat não sejam maiores que a do jogo americano), sempre logo abaixo dos pratos, acomodando-os. Pratos menores de sobremesa não são indicados para serem colocados diretamente sobre o sousplat. Sobre ele coloque o prato raso apenas e somente sobre este coloque o prato pequeno, que neste caso será utilizado para a entrada e demais itens, sendo o caso. Ao servir a sobremesa separadamente é de bom tom após retirar o serviço da refeição, retirar também o sousplat.

Uma dúvida muito comum é se o sousplat pode substituir o jogo americano. Apesar de não ser o que reza a etiqueta, há um consenso de não haver problemas desde o sousplat seja de um diâmetro maior e comporte a acomodação dos talheres sobre ele e ao lado do prato. Pois ele fará "as vezes" de um jogo americano.

Ainda, utilizar guardanapos de tecido, com ou sem os porta-guardanapos decorativos. Os guardanapos de tecido enfeitam muito a mesa posta. Ornamentam.

Uma dica interessante é a composição das cores. Caso a toalha de mesa seja estampada, prefira utilizar o sousplat de uma cor lisa ou coordenada, sem estampa e em combinação com as cores da tolha. Já se a toalha for lisa, pode abusar das cores e estampas no sousplat. Os guardanapos, seguindo a padronagem de cores que utilizar nestes dois itens, toalha e sousplat, também ficam muito agradáveis aos olhos.

Porta-guardanapos são encontrados em diversos formatos e materiais e mesmo uma simples fita de cetim com laço até os mais elaborados com flores, contas e miçangas ou louça e aramados, tudo fica muito elegante!

Caso prefira, também vale dobrar os guardanapos de uma maneira bonita, colocando-os ou sobre os pratos, ou abaixo dos talheres!

São inúmeras as possibilidades!!!



Arrasando!

Pronta para transformar o momento em acontecimento!!!



Agora que já não há mais mistérios, vamos aprofundar o conceito de montagem da mesa, e usufruir de recursos que tornem a ocasião inesquecível.

Aqui podemos focar em centros de mesa, decoração e outros detalhes. Adicionar requinte à montagem na proporção em que nos sentimos confortáveis para fazê-lo, e à medida que formos montando nossos próprios acervos. Usar sobreposições de alturas, ou seja, arranjos mais altos e mais baixos (importante evitar obstruir a altura dos olhos dos convidados, pois todos precisam se ver durante a refeição a ser servida).

Caminhos de mesa ao centro, ou colocados na horizontal, demarcando os lugares. Demarcar lugar pode ser feito com os nomes dos convidados, inclusive.



Podemos também imprimir pequenos cardápios já antecipando o menu que será servido.

Para estas ocasiões mais formais é importante seguir algumas regras de etiqueta para a montagem. Afinal, muito provavelmente serão utilizados muitos componentes na mesa e tais protocolos são facilitadores da organização. Servem realmente para que o visual não fique confuso, rebuscado.

Para jantares ou almoços formais é preferível utilizar toalha de mesa e sousplat na composição. Dispense os jogos americanos. As duas peças juntas, jogo americano e sousplat, podem ser usadas em situações mais informais.

Em situações mais formais, em que possivelmente haverá trocas de pratos, o sousplat também evita que mesa fique desguarnecida ou vazia na retirada de um serviço até a chegada do próximo prato.

A seguir uma ilustração de regras básicas de etiqueta na montagem de uma mesa para você arrasar:



O tema deste artigo é muito extenso, pode e deve ser explorado mais amplamente. A intenção foi apenas introduzir o assunto mesa posta para iniciantes e adeptos desta prática tão prazerosa.

Havendo oportunidades, sugiro se aprofundarem mais na análise dos diversos tipos de serviços para recebermos nossos convidados (os mais tradicionais são Francesa, Americano e Franco-Americano). Montagem de recepção com utilização de aparadores, organização de um brunch, chá da tarde, happy hours, festas temáticas ou comemorações de datas especiais. Regras de etiqueta também são de válido conhecimento, afinal aprender sempre é gratificante!

Qualquer que tenha sido a contribuição para quem curtiu e leu até aqui, agradecimentos!!! E mãos à obra!!! Mesa posta sem segredos nem mistérios!



Pherla Zucato

Graduada em Direito, com pós-graduação em Direito Processual e Gestão de RH. Apaixonada e praticante de mesa posta. 


Siga a Revista Mulheres no Instagram e no Facebook