2021 – Um novo olhar sobre a economia


Guilherme Ezequiel da Silva 


2021 será um ano muito previsível, bem diferente de 2020 em que tudo foi novo, bem novo, novo de mais eu diria, afinal fomos impactados por uma ameaça invisível a olho nu, que de repente se alastrando pelo mundo a fora, deixando marcas irreparáveis na humanidade! 

Em Uberaba eu diria que o vírus, apesar de estar presente, não causou tantos danos como tem causado ao redor do mundo, mas foi o suficiente para demonstrar a todos nós como não temos controle sobre absolutamente nada ao nosso redor. Acredito que a pandemia do Coronavírus veio como um alerta a todos nós, a fim de nos colocar em nosso lugar, como míseros seres humanos em um universo tão grandioso. 

Quando o assunto é economia, eu diria que 2021 é o ano de planejamento é o ano de sermos otimistas em tudo que fazemos, mas deixando presente, bem presente todo nosso pessimismo a fim de termos nosso plano B na manga, pronto para ser usado a qualquer momento sem desespero algum, é como se estivéssemos em um jogo sem regras, onde você nunca sabe o momento certo de usar sua nova cartada. 

Este ano, se eu pudesse oferecer um conselho a você, dono de empresa, ou até mesmo a você funcionário eu diria: Planeje, planeje tudo. Está na hora de colocar em prática os mandamentos da verdadeira economia, aquele que diz que todos nós devemos ter nossa reserva de emergência de no mínimo 3 vezes nosso custo de vida mensal. É essa regra que nos orienta a investir 10% de nossos ganhos para nossa aposentadoria, a regra que diz que a empresa deve ter capital de giro composto por pelo menos 30 dias de faturamento bruto.

Acredito ser o momento de olhar para o futuro com total olhar no presente, no hoje e no agora, pensando e imaginando que suas ações de hoje podem te colocar em um de três status a qualquer momento, como: você pode crescer, você pode morrer ou apenas se manter vivo como se nada estivesse acontecendo. 

Acredito verdadeiramente que o mercado se torna mais concorrido, bem mais exigente do que nunca, afinal de contas nós consumidores  mudamos nossos hábitos em meio a pandemia, pois procuramos novos canais de compras, fomos para a internet como jamais havíamos ido antes, passamos a comprar de empresas que nem conhecemos, mas também só continuamos comprando das empresas que nos atendem bem, aquelas que são próximas, onde o vendedor nos trata pelo nome e nos conhece muito bem, onde somos tratados com total cortesia e respeito, tal qual merecemos! 

Vejo ainda um desafio enorme em encontrar mão de obra competente no mercado, esses profissionais diferenciados com alto nível de comprometimento e entrega de resultados, o profissional dos sonhos de qualquer empresa também mudou seus sonhos e objetivos, deixando de ser funcionário e passando a empreender em pequenos negócios. Aliás, pequenos negócios foram os que mais surgiram em 2020 e devem continuar em 2021, com uma curva crescente. Afinal, quando um bom profissional se sente desvalorizado na empresa onde está, isso o encoraja a também arriscar tudo e fazer acontecer em seu próprio negócio. 

Quando olho para 2021, vejo um ano promissor para todos que se prepararem, para todos que pedirem ajuda especializada. Pois, todos precisam de ajuda externa para melhorar seu desempenho na vida pessoal e profissional!


Guilherme Ezequiel da Silva 

Fundador da DHO Consultoria Empresarial.


Siga a Revista Mulheres no Instagram e no Facebook