Arte e Cultura em Movimento - Escola do Avesso


Evacira Coraspe


Escola do Avesso 

Há 28 anos funciona em Uberaba (MG) a Escola do Avesso College, uma inovadora modalidade de ensino. Empreendedor e educador Marco Cury explica que a Escola do Avesso não substitui a escola tradicional. Ela funciona como um instrumento com cultura complementar. “É um Centro Acadêmico de promoção, investigação, ampliação do conhecimento e preparação integral do estudante para os desafios da vida individual, coletiva e profissional. Na College não existe sala de aula, mas sim laboratórios para trabalhar eixos como:  desenvolvimento da inteligência emocional, formação de gestores educacionais e educadores”, afirma.   A proposta é o estudante ser autodidata com ações diárias, como responsabilidade, solidariedade, cooperação, respeito e participação espontânea na família e na comunidade. “Refletimos com eles sobre as potencialidades individuais e  deixamos que eles se manifestem, diz Cury.  O método Bawar desenvolvido pelo educador Marco Cury foi indicado pela UNESCO, em duas vezes consecutivas, para concorrer internacionalmente do Prêmio Hamdm Prize de Educação. A Escola do Avesso é localizada dentro de um instituto, dentro de uma universidade. A sede está em construção no Centro de Uberaba, para o desenvolvimento de cursos e de treinamentos, e atende cerca de 200 jovens. e atende cerca de 200 jovens. Cadastro pode ser feito pelo telefone (34) 99675-3770. Saiba mais na entrevista com Marco Cury no meu Programa Movimento da TV Câmara, que também está no canal Youtube.


Educador Marco Cury. Foto: arquivo pessoal


Toalha de Chita bordada 

Mais uma ação solidária do grupo das mulheres bordadeiras do “Arte na Chita” movimenta a cidade. Dessa vez, elas bordaram uma toalha de banquete com mais de 3 metros de comprimento para rifar em benefício da Apae, Lar do Idoso André Luiz e compra de cestas básicas. 

Há vários anos, o grupo pratica a arte do bordado no tecido Chita. Para a toalha, as chiteiras escolheram o tecido chitinha, com as flores miúdas e cada uma bordou retângulos para compor a toalha, que posteriormente foi montada com entremeio de renda e forrada com tecido Chita, portanto serão duas toalhas em uma. A peça se transformou numa verdadeira obra de arte. Cada bilhete custa R$25,00 e vai correr pela loteria federal no início de abril. Os interessados podem procurar as instituições citadas e ou esta colunista. 


Arte na Chita - Bordado Terapêutico. Rifa colcha solidária. Contatos com Evacira Coraspe (34-99991-2674)



Livro da Catedral 

Historiadores lançaram no final do ano passado livro sobre os 200 anos da Catedral, em comemoração ao bicentenário da cidade. O projeto foi idealizado e coordenado pelo Monsenhor Valmir, pároco da Igreja Matriz e escrita por uma equipe formada por Amanda Oliveira, Matheus Medeiros, Lucimira Reis, Cida Manzan e Daniela Viana.   Os autores discorrem sobre o início do povoamento no município, com a expansão da capela que se transformou em nossa catedral metropolitana, na praça Rui Barbosa. O trabalho de pesquisa reuniu levantamento sobre os vigários da Igreja, dos arquitetos e outros trabalhadores que atuaram na construção da edificação.  Além dessa estética os autores abordam como a Matriz influenciou no desenvolvimento social, econômico e político do município. 

“Procuramos não deixar nada de fora. Foi uma equipe de voluntários engajada, trabalhadora e animada”, diz a historiadora Cida Manzan, enfatizando que o resultado  ficou fantástico com a contribuição do Arquivo Público e tantos outros que se dispuseram a participar.  A capa do livro traz um desenho do artista Hélio Ademir Siqueira. 


Matheus Medeiros, Amanda Oliveira, Monsenhor Valmir, Daniela Viana, Cida Manzan e Lucimira Reis. Foto: arquivo Catedral


Evacira Coraspe

Assessora de Comunicação e jornalista da Câmara Municipal de Uberaba. Coordenadora e apresentadora do programa Movimento da TV Câmara. Idealizadora e coordenadora do projeto “Arte na Chita – Bordados Terapêuticos”. 


* Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Mulheres. O conteúdo é de total responsabilidade da autora. 


Siga a Revista Mulheres no Instagram e no Facebook