Daniela Jordão


Jornalista Isabel Minaré


Looks: Ateliê Frank Prado e Ivanir Moda Plus Size. Produção: Estilista Frank Prado. Make e Hair: Bruna Araújo. Fotografia: Arthur Matos. Pós-produção: Kauê Cardoso


“O Senhor é meu pastor e nada me IMPEDIRÁ.” O salmo foi adaptado pela advogada Daniela Vanessa Jordão Silva Mateus e reúne três princípios: a fé, o positivismo e a persistência. A tríade faz dela uma das mulheres mais conceituadas e vitoriosas na Advocacia em Minas Gerais. 

Daniela Vanessa Jordão Silva Mateus nasceu em 25 de outubro de 1975 em Uberaba. Aprendeu o valor do serviço de qualidade em família, com os pais (a dona de casa Cleide Jordão e o empresário Evaldo José da Silva) e os irmãos (o empresário Evaldo José e a fisioterapeuta Ana Graziela). “Meu pai tinha uma revenda de veículos e me colocou para trabalhar no escritório, desde muito cedo, aos 12 anos. Eu o ajudava com serviços bancários”, conta. O ofício não a atrapalhou a estudar. Muito pelo contrário. Foi um estímulo para se dedicar mais aos livros. E dedicação é um substantivo que a acompanha ao longo da trajetória. Aos 19 anos, entrou para a faculdade de Direito. Logo no primeiro ano, foi convidada pelo promotor de justiça, amigo da família, para uma estágio na Promotoria da Infância e Juventude. Ela aceitou e tornou a experiência maravilhosa. Depois de um tempo, entrou no Fórum Melo Viana para atuar como oficiala do Judiciário. Em seguida, passou por vários setores diferentes, chegando a trabalhar diretamente com alguns Juízes desta Comarca, os quais tem grande apreço e gratidão. “Nasci para advogar”, exclama. 

Ao vivenciar os dois lados do Direito, sentiu paixão em defender pessoas e empresas. E como essa defesa funciona? Em primeiro lugar, ela é concentrada na necessidade do cliente. “Ele liga e quer uma resposta do processo. Posso estar ocupada, mas paro tudo, converso, vejo do que precisa. Se não puder resolver na hora, justifico e digo que logo vou retornar”, esclarece. É uma atitude simples, entretanto faz toda a diferença para a fidelização do público. Na mesma linha, pratica uma comunicação fluida e efetiva. Dominar o a linguagem jurídica é importante, porém ser capaz de se expressar com clareza e objetividade com qualquer um é mais ainda. Além disso, é empática. Consegue se colocar no lugar do outro em um sentido mais profundo, entender sofrimentos e motivações e absorver muito além da história contada. Outro ponto relevante é a atenção ao Judiciário. Como no símbolo do Direito, a balança, consegue equilibrar a sensibilidade e a dureza.   


Foto: Arthur Matos


Mesmo com tanta competência, a advogada só ganha causa? “Não! Jamais! Mas talvez até o meu jeito de falar para o cliente que perdeu e que pode entrar com recurso seja diferente.” A derrota não a incomoda. “O Direito é para ambas as partes. Por mais que o cliente tenha razão, muitas vezes o entendimento do juiz é outro. Temos que nos preparar para perder. Afinal, todos os dias há ganhos e perdas”, completa com sabedoria e paciência. Esses requisitos mostram uma experiência adquirida além das cadeiras acadêmicas. E olha que ela estudou. Fez pós-graduações (em Penal, Processo Penal e Ambiental) e um mestrado (em Direito Ambiental). 

É com o conhecimento aprofundado e o comportamento ético que comanda o escritório Daniela Jordão Advocacia Individual, localizado na Galeria Fausto Salomão, na rua Artur Machado, nº 288, salas 219/221, Centro. Com um time especializado formado somente por mulheres, ela atua nas áreas previdenciária, ambiental, consumidor, contratual, empresarial, civil e muitas outras. “Como empreendedora, sei que o trabalho em equipe é fundamental. Sozinha não sou nada.” O excelente desempenho levou Daniela para além das fronteiras de Uberaba. Com uma visão estratégica e capacidade de planejamento lógico, ela abriu uma filial em Caxambu, no sul de Minas Gerais. Foi uma oportunidade de negócio. Ela já tinha um cliente na cidade e percebeu mercado em potencial para expansão. Uma semana ao mês, encara a estrada para vencer os desafios dos clientes de lá. 

A doutora está empenhada em um novo projeto, agora de caráter social. Ela está à frente da Casa de Apoio Geraldo Teixeira da Cunha, tendo como principal objetivo o assistencial, com muito acolhimento e amor. 


Foto: Arthur Matos


Quando não está na labuta, ela aproveita os momentos com o marido, o advogado criminalista dr. Marcos Mateus Barbosa, e o filho Enzo, de 10 anos. A relação afetiva nunca interferiu em sua atuação profissional, sendo o marido extremamente parceiro e apoiador. “Marcos nunca interferiu na minha liberdade. Sou muito eu e ele compreendeu meu perfil”, elogia. O filho é quem desperta o melhor que tem a oferecer. A relação entre os três é de bastante cuidado, carinho, aconchego e acolhimento. Orgulha-se muito de seus pais, os quais realmente foram alicerce e apoiadores em tudo que traçou até hoje. Extremamente família, valoriza sempre a parceria, amizade e amor compartilhados com seus irmãos.

Daniela sente orgulho da própria história. “Tudo que consegui foi muito batalhado e veio do meu suor.” Extremamente religiosa e positivista, é daquele tipo de ser humano que cria pontes ao invés de muros. E claro, visualiza e comemora cada vitória, seja grande, seja pequena. “Sou realizada e sei ter muito a conquistar.”


Daniela com o esposo Marcos Mateus Barbosa e o filho Enzo. Foto: Marise Romano


Siga a Revista Mulheres no Instagram e no Facebook