Fabiana Pelegrinelli


Autocuidado: a chave para a juventude

Jornalista Valeska Ramos

Fotos Arthur Matos



Você sabe o que é autocuidado? Como você lida com isso no seu dia adia? Você se coloca em primeiro lugar? Isso é autocuidado! São pequenas atitudes tomadas diariamente priorizando-se. 

Ninguém melhor do que uma das mais conceituadas dermatologistas da cidade de Uberaba, drª Fabiana Fernandes Fontana Pelegrinelli, para adentrar a fundo nesse mundo de beleza, autoconfiança e autoestima.


Fabiana Fernandes Fontana Pelegrinelli

Drª Fabiana, mulher, mãe e médica é casada com o também médico Luciano Ricardo Pelegrinelli, com quem tem dois filhos: Bruno Fontana Pelegrinelli, 17 anos, e Franco Fontana Pelegrinelli, 14 anos. A médica dermatologista enfatiza que constantemente se divide “tentando viver todas as Fabianas”.

“Se você priorizar apenas um setor de sua vida, seja pessoal, seja profissional, futuramente ficará uma lacuna. Então, o segredo é tentar o equilíbrio.” Além de mãe, esposa e médica, drª Fabiana ainda dispõe de tempo para se dedicar aos hobbies corrida e gastronomia. Poucos sabem, mas a médica também é atleta. Há 11 anos, pratica a corrida e, inclusive, já correu diversas meia-maratonas e uma maratona de Berlim. E nos finais de semana, ainda separa um tempo para se dedicar à gastronomia, cozinhando para a família. “Esses hobbies são válvulas de escape para tirar um pouco do estresse do dia a dia”, relata.



Formação acadêmica

A dermatologista, que desde criança é fascinada pela medicina, com apenas 17 anos  e muito esforço, foi aprovada no vestibular de uma das mais conceituadas faculdades de Minas, a UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro). Após os seis penosos anos na faculdade, realizou residência em Clínica Médica também na UFTM e posteriormente fez dois anos de residência em Dermatologia na FAMERP (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto). E não para por aí. Ela ainda se dedicou em uma pós-graduação em Dermatologia Estética e Laser no Hospital Clinic e Provincial de Barcelona. “Foi uma jornada intensa de 11 anos de estudo, então voltei para Uberaba e abri meu consultório. Porém, continuei estudando”, explica.

O currículo invejável da médica ainda conta com mestrado e doutorado pela UNICAMP (Universidade de Campinas). Ela também foi aprovada, com mérito, em um concurso público federal, no qual exerceu a docência, como professora adjunta da disciplina de dermatologia da UFTM, ministrando aulas para graduação e residência durante 10 anos. “Ser médica dermatologista me realiza. Faço esse trabalho com muito carinho. Me sinto grata por contribuir na autoestima dos meus pacientes”, comemora. A área de dermatologia estética está em constante evolução e drª Fabiana acompanha esse progresso, com atualizações em congressos no Brasil e exterior, buscando o aprimoramento com os mais recentes tratamentos e as publicações científicas em sua área de atuação.



Estilo de vida e pele   

O que poucos sabem é que o estilo de vida reflete nitidamente na pele. Segundo a dermatologista, a pele e o sistema nervoso têm a mesma origem embrionária, ou seja, tudo que afeta nosso sistema nervoso influenciará diretamente na pele. “O estresse vai influenciar negativamente a passo que os bons hábitos de vida, como dieta adequeada, prática regular de atividade física, terapias relaxantes, influenciarão positivamente. Quem somos por dentro define e revela quem somos por fora”, explica a médica.


Parceria publicitária: Von Beauty


Dra Fabiana conta que o brasileiro, principalmente a mulher, é sem dúvida, um dos povos que mais cuida da aparência. O Brasil é o terceiro maior mercado da beleza a nível mundial, ficando atrás dos Estados Unidos e do Japão. “Para mim, a vaidade é inerente ao ser humano e quando em equilíbrio promove muito mais que bem-estar. Nem a mulher mais feminista do mundo pode discordar que estar bem arrumada, perfumada, feliz com sua pele é uma das melhores coisas que pode existir. Então, um viva! Um parabéns para nós, mulheres brasileiras que nos cuidamos”, comemora Fabiana Pelegrinelli.



Beleza natural 

Com tantos recursos e tratamentos que prometem a “perfeição”, o bom senso sempre será palavra chave para o natural e o equilíbrio. Segundo a médica dermatologista Fabiana Pelegrinelli, o fenômeno da harmonização facial tem preocupado bastante. Ver mulheres cada vez mais jovens atraídas pela falsa ideia de perfeição é assustador. “Estas jovens estão enlouquecidas, aumentando os lábios, modificando completamente o formato do rosto, bochechas, queixo, nariz, obcecadas por um rosto perfeito e impossibilitadas de perceber ou questionar se a mudança que elas tanto querem seria mesmo na aparência”, afirma.

Drª Fabiana destaca que, na maioria das vezes, essa mudança primeiramente deve-se dar interiormente, na busca da melhor versão de nós mesmos, tomando cuidado para não nos tornarmos uma outra pessoa, perdendo nossa identidade. “Acredito nos procedimentos estéticos fazendo parte da nossa vida como um autocuidado. Não existe aparência ideal”, enfatiza a médica.



Envelhecimento e pele

O envelhecimento do organismo como um todo se relaciona com o fato das células somáticas do corpo começarem a morrer e não serem substituídas por outras novas, da forma que acontece na juventude. Segunda a dematologista, há dois tipos de envelhecimento cutâneo: intrínseco ou cronológico, decorrente da passagem do tempo, e extrínseco, provocado pela exposição ao sol e outros fatores ambientais como estilo de vida, alimentação, álcool, tabaco, exercício físico em excesso. O sucesso para uma aparência esteticamente agradável aos olhos e o retardamento do envelhecimento está no autocuidado e equilíbrio. “Uma vida saudável, prática de exercícios físicos regulares e sem exageros, dieta balanceada, uso do filtro solar diariamente, evitação de consumo de bebidas alcóolicas e tabaco são a chave para que o processo de envelhecimento seja mais brando e lento”, pontua drª Fabiana.



Autocuidado

Ciente da importância do autocuidado e autoestima como fonte da juventude, drª Fabiana Pelegrinelli acredita que a qualidade de vida e bem-estar são pontos cruciais para retardar o envelhecimento e, ainda, para passar por esse processo biológico da melhor maneira possível. “Na correria do cotidiano, às vezes, mal temos tempo de refletir como tratamos a nós mesmos. O autocuidado está em tudo que fazemos. Isso significa olhar para o corpo e também para a mente, para o lado emocional. Autoestima e autocuidado andam lado a lado. Cuidar de si mesma é uma maneira de se conhecer, se entender, se valorizar e como consequência, aumentar nossa autoestima. O autocuidado está diretamente ligado ao amor próprio e à imagem que construímos de nós mesmos. Você já parou para cuidar de si mesma hoje? O autocuidado é tão importante e com pequenas atitudes você pode buscar ser mais gentil consigo mesma! Beleza é encanto para todos os sentidos, para alegrar olhos e alma. E para mim, beleza é uma questão de identidade pessoal”, finaliza a dermatologista.



Siga a Revista Mulheres no Instagram (@revistamulheresoficial) e no Facebook (@mulheresuberaba).