O poder da amizade


Jornalista Valeska Ramos 


Estamos vivenciando uma época de incerteza, medo e instabilidade. A pandemia não só nos isolou do mundo, como também nos privou do contato caloroso entre pessoas que amamos e do nosso vínculo de amizades. 

Atualmente as amizades estão passando por uma verdadeira prova de fogo, as dificuldades impostas com o isolamento social trouxeram inovações principalmente na área dos relacionamentos. Embora esse distanciamento tenha ocorrido, as verdadeiras amizades se fortaleceram ainda mais, deixado claro que a distância é um mero detalhe, perto do real sentimento que envolve as pessoas. 

Esse é o exemplo de um grupo de amigas formado há mais de vinte anos em Uberaba. Composto por 8 mulheres, o grupo confirma que a relação afetiva, o carinho, lealdade e a proteção são bases do sentimento de amizade, unidos à reciprocidade do afeto, ajuda mútua, compreensão e confiança. 

Lúcia Borges empresária aposentada na área de educação, que foi uma das pioneiras no grupo conta que o único interesse comum que a amizade cultiva, é a alegria de conviver e ser feliz. “As diferenças de estilos de vida e de personalidade servem de laços para unir ainda mais a turma. São muitas risadas e segredos compartilhados, sempre acompanhados de uma cerveja gelada ou um delicioso vinho. Até mesmo de coração partido a gente não perde a sintonia”.   

A fotógrafa e jornalista Marise Romano, que também foi uma das primeiras a formar esse círculo gostoso de amizade, brinca que já estão fazendo Bodas de Prata na amizade. “É conquista de ouro a cada dia, e a cada encontro semanal uma oportunidade de ser feliz. Esse grupo denominado Happy Hour não se deixou abater com a pandemia”. Marise enfatiza, que permanecem sempre em contato com a outra pelo whatsapp, chamadas de vídeos, com muitas gargalhadas, e reclamações pela falta dos encontros, em função do COVID. Umas driblaram e outras venceram o vírus, mas o importante é que todas continuam se falando e torcendo pela outra sempre. 

“A festa de Bodas de Prata acontecerá esse ano, com todas brindando a alegria da vida pela valiosa amizade cultivada ao longo dos anos e de um grande conhecimento adquirido com gelados copinhos de cerveja, no boteco da esquina”. Comemora Marise.

Romano também levou ao grupo sua ex consogra Rosani Fátima Lopes, que afirma: “Independente de qualquer situação ou momento, o zelo das mulheres desse grupo é imenso, coisa rara nos dias de hoje. Mesmo com tantas dificuldades enfrentadas, em cada encontro nos tornamos mais próximas e isso desperta cada vez mais o desejo de estarmos juntas, dividindo nossas angustias, e alegrias. Com elas tudo fica mais divertido”. 

Xô Solidão: Uma grande amizade ajuda a perceber que você não está sozinho no mundo e promove sentimento de segurança e conforto. Pesquisas mostram, que apoio de um bom amigo pode ter efeito positivo, até mesmo no combate a doenças, além de reduzir o risco de complicações como demência e atenuar os sintomas da depressão. 

A empresária aposentada Márcia Marques Afonso acredita que “não há solidão mais triste do que não ter amigos. Quando o encontro acontece tudo vira festa risadas e zuação total”. Márcia ainda conta com alegria, que as vezes promovem um encontro de máscaras, que ao decorrer da festa as máscaras caem, sorri a empresária. “Nossa amizade será celebrada desde o nosso primeiro encontro até a eternidade, amo cada uma incondicionalmente”. 

Caçulinha do grupo, a psicóloga Keyla Granzoti reforça que uma das maiores conquistas da vida é a amizade verdadeira. ‘Pessoas com que podemos conversar sem reservas, respeitando as diferenças, acolhidas para os momentos de choro também, eu encontrei tudo isso nesse grupo maravilhoso, que tenho o privilégio de fazer parte dele há alguns anos, e será para sempre. Nem mesmo a pandemia nos afastou. As conversas por vídeo são frequentes, isso é sem dúvida, uma das maiores riquezas que conquistei”, finaliza Keyla. 

Cynthia Horiuch, empresária no ramo de panificação foi uma das últimas a entrar no grupo, mas o carinho e amizade dela por esse grupo, parece ser coisa de muitos anos e sem muita explicação lógica. “Me sinto privilegiada, lisonjeada em fazer parte dessa amizade maravilhosa. Sou a raspa do tacho desse clube da Luluzinha, e só tenho a agradecer a Deus por ter conhecido e colocado pessoas tão especiais em minha vida”.

“Na vida, todos nós precisamos encontrar pessoas com a mesma energia, sintonia, dispostas a compartilhar nossos momentos de alegria e tristezas a transformar uma lágrima em um sorriso. Amizade é capaz de tudo em questão de segundos. É tesouro, e tem um poder sem razão, assim como o amor. Sou grata por todas as minhas amigas, e as guardarei em meu coração eternamente”. Adriana França Reis, Advogada. Seu depoimento reforça que, uma verdadeira amizade tem muito valor, pois um amigo é capaz de largar a sua paz para enfrentar ao nosso lado cada dificuldade que nos surge pela frente. 

E por fim, a empresária Beatriz Rodrigues da Cunha afirma que as amizades mais sinceras e duradouras estão nessa turma. “Esse relato não é sobre o tempo e sim sobre quem veio e nunca deixou de estar ao meu lado. Valorizamos cada encontro, somos parceiras de risadas e até de choros. E mesmo o até breve é realmente muito breve. Sou privilegiada, e grata por fazer parte desse grupo de mulheres que admiro. São muitas qualidades e alguns defeitos que deixamos para lá, porque mexeu com elas, mexeu comigo”, brinca a empresária. 

Na verdade, quem tem bons amigos nunca se sentirá sozinho e sempre receberá um amor incondicional que dificilmente encontrará em outro lugar. 


Cenas dos prazerosos encontros das amigas: Lucia Borges, Marise Romano, Rosani Fátima Lopes, Márcia Marques Afonso, Keyla Granzoti, Cynthia Horiuch, Adriana França Reis e Beatriz Rodrigues da Cunha


Siga a Revista Mulheres no Instagram e no Facebook