Um dia de Cão!


Marcos Moreno


Hoje os chamamos respeitosamente de cães srd. São os Vira-Lata, como ainda são chamados por muita gente os cães sem raça definida que são praticamente um símbolo no Brasil, onde até já foi cogitado de estampar uma nota de real, como o lobo guará, por exemplo, com a foto do vira-lata caramelo, o mais comum e o mais representativo dos tipos desse animal. E no próximo dia 31 é celebrado o Dia do Vira-Lata. 

Não há uma origem definida para o Vira-Lata, já que esse cachorro é fruto da mistura de várias raças. Surgido há cerca de 15 mil anos, ele é considerado por alguns especialistas como o cachorro mais antigo do mundo. Além de ser descendente de lobos e raposas, como todos os outros cães, naquela época o ser humano não agia para preservar certas características em detrimento de outras, então os cruzamentos eram livres. 

Sobre a origem do nome Vira-Lata, por outro lado, parece haver um consenso: a maior parte desses cãezinhos vem das ruas, derrubando latas de lixo para buscar alimento. Ainda que com o passar dos anos o Vira-Lata esteja tendo seu valor reconhecido, e muitas pessoas estejam optando por adotar um desses cães únicos, ainda há muitos em busca de um lar e de uma família amorosa.


Já pensou em como seria a nota de R$ 200,00 com o Vira-Lata?


A dama e o vagabundo 

No cinema ele, o Vira-Lata, já foi protagonista.  Walt Disney contou em um filme a história de amor entre dois cães, um deles o Vira-Lata. Quem não conhece o clássico “A dama e o vagabundo”? Eu particularmente tenho muitas histórias com cães Vira-Lata, porque desde criança costumava levar alguns que achava pela rua para minha casa. Eram outros tempos. Eles ficavam livres, saiam quando queriam e voltavam para comer e porque eles também adotam seus donos (hoje tutores) e seus lares. Também no quesito dieta, tudo era diferente. 


Cena do clássico filme "A dama e o vagabundo"


Cuidados 

O cachorro Vira-Lata precisa de cuidados básicos de saúde, assim como qualquer outro cachorro. Uma alimentação de qualidade e adequada à idade e à fase da vida do cão é o primeiro passo. Os passeios e as brincadeiras são muito importantes também, para que seja possível estabelecer vínculos entre o cão e seus tutores, além de acostumar o Vira-Lata com outros animais. Dependendo da história de vida do cãozinho Vira-Lata, pode ser que alguns outros cuidados se façam necessários. Alguns cachorros passaram por violência e abuso nas ruas ou mesmo em suas antigas casas, o que torna necessário mais paciência e carinho para conquistar sua confiança. 



Vacinação 

O Vira-Lata, assim como todos os outros cachorros, sejam eles de raça ou não, precisam seguir um protocolo de vacinação que os mantenham protegidos de várias doenças graves que acometem os cães como a cinomose, a parvovirose e a leptospirose. Há, ainda, a vacina contra a raiva, que além de ser muito grave para o cachorro também pode ser transmitida para seres humanos. Seguindo todos as orientações de cuidados que todos os cães merecem, o que eles mais gostam e sabem retribuir é o amor. Portanto, viva o Vira-Lata!!!

(Parceiro publicitário - Moreno Pet Blog)


Marcos Moreno

Comunicador, colunista, criador da Coluna Amigo Animal e do Moreno Pet Blog. 

Siga o Marcos no InstagramFacebook e/ ou lhe envie um e-mail (kiktiomoreno@terra.com.br).


Siga a Revista Mulheres no Instagram e no Facebook.