Nossos filhos - Reflexões de fim de ano


Márcia Resende


Olá, 


Fim de mais um ano! Um ano que tivemos tempo de olhar mais atentamente para nós mesmos, para nossos filhos e para nossa família. 

Quanto tempo não passávamos tão juntos, tão perto, tão próximos! 

Tivemos a oportunidade de reconhecer que a família é o nosso grupo social mais importante. 

É nela que começamos a exercitar a liderança, a escuta atenta, o olhar amoroso e compassivo, a compreensão, a firmeza do sim ou do não, a positividade e a alegria. Todas essas habilidades são de um líder, sim, somos pais líderes, educadores. 

Somos espelhos para onde nossos filhos olham, somos influentes, somos exemplo.  


“A chave para uma liderança de sucesso é a influência, não a autoridade.”  

Kenneth Blanchard


Nossos filhos nascem confiando e amando com toda a sua pureza. Quando crianças eles confiam em nós, pegam em nossas mãos e vão conosco para onde formos. Aos poucos, à medida que vão crescendo, vão se afastando, o que é normal, porque recebem todas as influências do meio externo. Eles recebem novos inputs, sobre o que, supostamente, é certo ou errado, sobre o que deve ou não fazer, novos limites e novas regras. 



É preciso que mantenhamos uma certa vigilância e astúcia para perceber até que ponto estamos sendo influenciadores do bem. 

Como adultos conscientes, devemos reconhecer nossas crenças, curar nossas dores e nos libertarmos do medo e da culpa. Devemos nos conhecer melhor, trabalhar para conquistar o que queremos, nossos projetos e nossos sonhos. Nada de termos nossas expectativas supridas através dos nossos filhos. 

Ter e criar filhos devem ser comandos vindos do coração. 

Ao colocar filhos no mundo, temos a responsabilidade de conduzi-los num processo de reconhecimento e descobertas do “EU” pessoal. Nosso acompanhamento caminha paralelo a caminhada individual que eles fazem. Vamos orientando, guiando, colocando limites, incentivando e freando quando necessário. 

Não existe um manual de instrução, nem uma receia infalível, mas acredito que quando nos dedicamos ao nosso autoconhecimento, somos capazes de separar o que somos, do que são nossos filhos e então conduzi-los nesse caminho de tantas descobertas. 

Cuide de você, esteja em paz, agradeça cada movimento positivo que fizer para o alcance dessa missão tão bonita que é criar filhos. Vamos despertar o amor, em todos e em todos os lugares. 

Somos sementes de amor. 

Feliz Natal e um Ano Novo com muita energia, alegria e paz no coração. 

É possível!



Márcia Resende

Especialista em Teen, Life e Professional Coaching. Escritora de textos motivacionais, de liderança e comportamento para a página Coaching e Champanhe for Woman, de Portugal, para o Portal R2S e para a revista da Sociedade Latino Americana de Coaching. 


Siga a Revista Mulheres no Instagram e no Facebook