Denis Silva: o homem do futuro


Jornalista Isabel Minaré


Foto: PMU


“Você sonha muito. É preciso estar com os pés no chão”. Esse foi um dos conselhos que Denis Silva, presidente da Codiub (Companhia de Desenvolvimento de Informática de Uberaba), recebeu do pai quando era pequeno. Aquele menino cresceu. Mas, mesmo com a maturidade, não perdeu o espírito sonhador. A diferença é que hoje, com 46 anos, ele faz acontecer.

Formado em Jornalismo, Denis trabalhou em jornais impressos e na extinta TV Regional. A experiência na vida pública teve início ao ser convidado para a diretoria de Comunicação na Câmara Municipal de Uberaba. Em 2013, recebeu do recém-eleito prefeito Paulo Piau a missão de ser secretário de Comunicação.  Tempos depois, assumiu também a presidência da Codiub. Uma hora precisou escolher entre as duas pastas e fez igual à canção do Roberto Carlos: preferiu o Calhambeque ao Cadillac. “A Codiub era o ‘patinho feio’, o Calhambeque da prefeitura. Estava há vinte anos no Jornalismo e quis fazer algo diferente”, justifica.

A sensação de ser desafiado prendeu Denis na Codiub. A escolha, no entanto, não o deixou estático. Com uma equipe engajada nas mãos e de olho em novas parcerias, o presidente deu um passo à frente com aquela que era considerada “uma simples empresa para consertar computadores”. “Mudamos a cabeça. Trouxemos gente de fora para reerguer e fazer planos para a Codiub”, conta. O objetivo? Usar a tecnologia para resolver os problemas que afligem a comunidade.

O jornalista colocou o pé na estrada. Recentemente, foi convidado para ir à China, país referência em inovação. “Lá tudo funciona. O cidadão é participativo e mais consciente usando aplicativos”, destaca. A viagem não foi só para aprender. Ele também ensinou ao compartilhar com os chineses a expertise em serviço público.


Denis Silva em viagem para a China.  Foto: arquivo pessoal


Com as mudanças, Denis e Codiub cresceram. O presidente se tornou mais tolerante e aberto a compreender a dor alheia. A Companhia não está mais endividada. “Pegamos uma Codiub com R$ 200 mil em caixa e quase R$ 5 milhões em dívida. Hoje não devemos nada pra ninguém e temos um superávit de R$ 6 milhões por ano”, comemora. A marca do seu trabalho é mostrar que pode fazer a diferença.

Conheça alguns dos trabalhos desenvolvidos pela Codiub:


Cidade Vigiada

Destinado à segurança pública, o sistema é composto por 125 câmeras de videomonitoramento, analíticos forenses e uma central de controle.  O software identifica placas de veículos roubados/ furtados e, na segunda etapa, fará reconhecimento facial. Com investimento de R$ 2 milhões da Codiub, o programa está disponível para órgãos como Polícia Militar, Polícia Civil e Ministério Público. “A gente deixa de estar em uma cidade sitiada para viver em uma cidade vigiada”, resume Denis, ao se lembrar dos ataques à Rodoban, em 2017, e ao Banco do Brasil, em 2019.


Denis recebe as câmeras do Cidade Vigiada. Foto - PMU


Prontuário Eletrônico

O novo Prontuário Eletrônico registra o histórico de vida e saúde dos pacientes em um banco de dados, controla consultas e exames, é acessado pela internet e usado em computadores e dispositivos móveis. Uberaba já contava com uma ferramenta assim, entretanto ela não era integrada com o e-SUS.  Assim, médicos e outros usuários precisavam usar dois sistemas ao mesmo tempo para trabalhar. O novo Prontuário obedece às orientações do Ministério da Saúde.


Georreferenciamento Rural

Ajudar o homem do campo a conhecer melhor a sua propriedade. Esse é um dos objetivos do Georreferenciamento Rural, que também oferecerá informações como produções de Uberaba e condições das estradas rurais. “Com o cadastro técnico multifinalitário, vamos conhecer oferecer dados para a Secretaria do Agronegócio e o Sindicato Rural, que poderão aplicar políticas mais assertivas”, esclarece.


Preço Bomba 

O aplicativo aponta preços dos combustíveis em tempo real e rota até os postos. Os valores podem ser atualizados pelos clientes e/ ou donos dos postos e são verificados através de pesquisas do Procon.  A ferramenta serve para democratizar os custos. “A gente pegou aquela plaquinha que fica na porta do posto e colocou no ambiente virtual”, conta. Preço Bomba está disponível para download gratuito no Google Play e App Store.


Alvará Online

Para lutar contra a lentidão nos andamentos processuais, a Codiub formulou o Alvará Online. “O prefeito criou o Comitê de Desburocratização para simplificar a vida dos cidadãos. O Alvará Online vem ao encontro dessa proposta. O interessante é que ele vai ‘conversar’ com o sistema da JUCEMG (Junta Comercial do Estado de Minas Gerais)”, afirma. O processo informatizado garantirá economia para os cofres públicos e redução de burocracias.


Minha Uberaba

É um super aplicativo com informações de tudo que envolva a cidade. Nele, é possível acessar dados sobre educação, saúde, cultura, economia num só lugar. “Dá pra ver se seu filho foi à aula (numa escola municipal), quem vai tocar na Concha Acústica, o valor do IPTU”, exemplifica. O objetivo é ter Uberaba na palma das mãos. “Esse é um trabalho para fazermos parte de uma cidade inteligente, resiliente e conectada com o usuário”. A primeira etapa deve ser entregue no aniversário de 200 anos da cidade.


Denis e o prefeito Paulo Piau. Foto  - PMU


Siga a Revista Mulheres no Instagram e no Facebook